A Avenida 9 de julio de Buenos Aires – O que ver

A Avenida 9 de julio é a principal avenida de Buenos Aires, a capital da Argentina. Os argetinos dizem que é a avenida mais larga do mundo, mas esta informação é um pouco discutível… Consideram que a avenida é o conjunto das duas faixas de rodagem centrais e mais dois laterais (Rua Carlos Pellegrini e Cerrito). Mas indepentemente de ser a mais larga do mundo ou não, é realmente enorme. Tem 140 metros de largura e 4 km de extensão.

O nome da Avenida 9 de julio é uma homenagem à data em que foi oficialmente declarada a independência da Argentina, perante a coroa espanhola. Aconteceu no ano de 1816 na cidade e San Miguel de Tucumán.

A sua construção inicou-se no ano de 1912 e decorreu durante 18 anos. Sofreu ainda algumas alterações até ao recente ano de 1980.

Numa viagem a Buenos Aires é impossível não passar várias vezes por aqui Vamos então conhecer alguns dos edifícios e monumentos a conhecer por aqui.

Obelisco

O Obelisco é o monumento mais importante da Avenida 9 de julio e mesmo da cidade. Foi projetado pelo arquiteto (argentino) Alberto Prebisch e inaugurado em 1938 para comemorar os 400 anos da fundação de Buenos Aires. Três anos depois de ser inaugurado quase que foi demolido, mas felizmente o decreto que o autorizava acabou por ser vetado.

Tem 67,5 metros de altura e uma base com 6,8 metros de um dos quatro lados. Em cada um deles encontram-se inscrições que são homenagens à história de Buenos Aires e da Argentina.

Localiza-se no cruzamento da Avenida 9 de julio com a Calle Corrientes, exatamente onde foi hasteada pela pimeira vez a bandeira da Argentina.

Edifício Eva Perón

O edifíco que inicialmente foi do Ministério das Obras Públicas localiza-se na Avenida 9 de julio e tem 93 metros de altura. Em 2011 foram colocados nas fachadas norte e sul, murais gigantes de Eva Perón. Cada um dos murais tem 31 metros de altura e 24 de largura.

A obra foi da responsabilidade do argentino Alejandro Marmo e tem o objetivo de reinvendicar Evita como íncone político e cultural. Tinha sido neste local que fez um discurso histórico antes da sua morte, em 1952.

Durante o dia vemos um retrato de Evita de ferro e durante a noite um outro com várias luzes.

Teatro Colón

O Teatro Colón é a principal casa de ópera de Buenos Aires e um dos melhores teatros do mundo. Foi inaugurado em 1908 após vários anos de obras de remodelação da responsabilidade conjunta de três arquitetos. Foi declarado monumento histórico nacional.

Nem sempre o teatro teve a mesma localização. Antes do edifício se encontrar na proximidade da Avenida 9 de julio estava na Plaza de Mayo, no local onde hoje em dia é o Banco da Argentina. Neste local não era tão popular como no atual.

É imperdível visitar este Teatro numa ida a Buenos Aires. Assistir a um espetáculo ou fazer uma visita guiada. A sala principal é em forma de ferradura e tems capacidade para 2478 slugares sentados e 500 em pé. Na sua cúpula existem 16 telas do argentino Raúl Soldi.

No fosso da orquestra podem encontrar-se 120 músicos e devido às suas características possibilitam uma acústica extraordinária.

Monumento às Cataratas de Iguaçu

Na Avenida 9 de julio existe um monumento com 280 metros de extensão, em formato de semicírculo, que representa a Garganta do Diabo. Esta é a queda de água com maior fluxo do conjunto de 275 que são as famosas Cataratas de Iguaçu.

Este monumento é uma homenagem ao facto de as Cataratas de Iguaçu terem sido nomeadas como uma das Sete Maravilhas Modernas do Planeta. Localiza-se na fronteira entre o Brasil e a Argentina.

37 comentários em “A Avenida 9 de julio de Buenos Aires – O que ver”

  1. Vai discutir essa informação de que a avenida não é a mais larga do mundo hahahahaha eu já tentei com o meu marido e não dá certo. Mas realmente é um ótimo ponto de início para conhecer as atrações listadas.

    Responder
  2. A 9 de Julio é um dos lugares que não deve faltar a quem vai a capital argentina! O edifício Evita e o obelisco são minhas partes favoritas dessa avenida!

    Responder
  3. Que interessante! Achei o post muito completo, cheio de informações. Não conheço Buenos Aires e fiquei morrendo de vontade agora! 🙂 Mas visitei as cataratas do iguaçu do lado argentino, achei legal a homenagem. 🙂

    Responder
  4. A Avenida 9 de Julio é um clássico de Buenos Aires… todo mundo tem que passar por ela e se encantar com seus vários monumentos. O Obelisco é belíssimo, quando conheci o de Paris, logo lembrei o de BA. =)

    Responder
  5. Buenos Aires é uma delícia de lugar, né?! Adorei caminhar pela Avenida 9 de Julio até o Obelisco. No meu blog escrevi um post sobre os 4 programas imperdíveis da capital Argentina e caminhar por esta avenida está lá.

    Responder
  6. Essa rua é linda, assim como é quase toda a cidade!
    Sou super suspeita! Adorei BsAs e vi que preciso retornar novamente (jà estive 3x na cidade), pois não conheci o Monumento às Cataratas de Iguaçu!
    😉

    Responder
  7. Os destinos gostam sempre de usar títulos como “o maior”; o “mais antigo”. Faz parte do marketing dos lugares, haha.
    Muito informativo o seu post.
    Abraço
    Ruthia d’O Berço do Mundo

    Responder
  8. Olá Catarina! Já estive em BUE algumas vezes e já passei várias vezes pela 9 de Julio, mas desconhecia tantos detalhes… Acho que fiquei presa ao fluxo constante e incessante de pessoas e carros, me perdendo nele. Vou prestar mais atenção na próxima vez agora que tenho mais conhecimento sobre ela.

    Você tem toda razão em relação ao Colón: o teatro é lindo. Assisti a um espetáculo de ballet ali e foi magnífico. Acredita que me tocou mais que o ballet que assisti em São Petersburgo?! bjs

    Responder
    • Olá Analuiza 🙂
      Eu tive de pesquisar alguma informação para ver o que existia na Avenida e procurar lá um pouco para encontrar tudo. De uma próxima vez espreite estas coisas que faltaram!
      Acredito… deve ter sido uma experiência fantástica mesmo. Beijinhos

      Responder
  9. Olha sendo ou não a mais larga do mundo, a Avenida 9 de Julho é larga pra caramba rs! Sou frustrada que fui 3 vezes à BsAs e não consegui visitar o Teatro Colon.
    Bjs
    Dani Bispo
    abolonhesa.com

    Responder

Deixe um comentário