O que ver em Sigtuna, onde a Suécia começou

Sigtuna é uma pitoresca cidade da época viking que se localiza na região metropolitana de Estocolmo, não muito longe do aeroporto internacional. Encontra-se junto às águas do lago Malaren, que já foi uma importante via de comunicação marítima da Suécia com outros países.

O que ver em Sigtuna, onde a Suécia começou
Lago Malaren

De acordo com o que diz a lenda, Sigtuna é a 1ª cidade de toda a Suécia. Aqui podemos encontrar igrejas medievais, ruínas, castelos e runas da época viking (pedras que servem de homenagem aos mortos). Numa visita à cidade de Estocolmo recomendo mesmo ir também aqui. É fantástico andar na rua principal de Sigtuna tal como já outros o fizeram há 1000 atrás… Parece que fomos transportados para outra altura.

 Fundação

No longínquo ano de 970, o 1º rei da Suécia, Erik o Vitorioso, decidiu construir uma cidade a partir do zero. Ele pretendia criar um reino semelhante aos que já existiam no resto da Europa.

Erik foi bastante hábil na construção da cidade. Através de doações de terrenos, soube manter comerciantes e proprietários como aliados.

Rua mais antiga da Suécia

As ruas foram construídas com as dimensões típicas da época viking, tal como muitas outras na escandinávia. Uma outra característica interessante é o facto de Sigtuna ter crescido em torno de uma rua principal, Stora Gatan. Acredita-se que este acto se deve ao acesso à água. Esta rua é a mais antiga de toda a Suécia.

Ainda hoje o centro é aproximadamente do mesmo tamanho e formato que era quando foi fundado, o que é absolutamente único no país. Uma outra particularidade é que na área de Sigtuna é que se localiza o maior número de pedras rúnicas do país (cerca de 170).

Cunhagem de moedas

Ao rei Erik sucedeu o seu filho, Olof Skötkonung, que foi o 1º rei cristão da Suécia que assim se manteve até à sua morte. Quando Olof assumiu o poder Sigtuna encontrava-se ainda no início do seu desenvolvimento. Ele pretendia construir um reino grandioso.

Tal como os restantes reis cristãos ele teve a iniciativa de cunhar moedas. E foi assim que foi foram cunhadas as primeiras moedas na Suécia, tendo a 1ª sido no ano de 995.

Igrejas cristãs

Igreja de Santo Olaf

A construção da Igreja de Santo Olaf começou no início do século XII. Calcula-se que esta seja a igreja de pedra mais antiga da Suécia. A sua arquitetura é muito interessante, uma vez que a zona do coro é maior em largura e comprimento, do que a nave. Ao lado de um dos muros da igreja existem ruínas de uma casa que ainda hoje podem ser visitadas.

O que ver em Sigtuna, onde a Suécia começou
Igreja de Santo Olaf

Mariakyrkan

Um pouco mais tarde, por volta de 1250, foi construída a 1ª igreja de tijolo por iniciativa dos frades dominicanos. É a Mariakyrkan e desde o século XVI é a igreja paroquial de Sigtuna.

O que ver em Sigtuna, onde a Suécia começou

Mariakyrkan

Praça principal

A praça principal foi criada no século XVII e era local de passagem de cavalos e carruagens e mais tarde de veículos. Atualmente, com o enorme aumento de circulação de carros é uma zona pedonal.

No final de cada mês de agosto esta praça é local de uma feira, a Sigtune Möte. Este evento é inspirado em 1912 e por isso os comerciantes estão vestidos à época. Deve ser uma boa altura para visitar Sigtuna.

Câmara municipal

O que ver em Sigtuna, onde a Suécia começou
Rådhus

Em 1744 foi construída a câmara municipal, que é a mais pequena de toda a região da Escandinávia. O edifício foi desenhado pelo próprio mayor.

Como planear uma viagem de forma independente (tal como eu faço)?
. Reservar os melhores voos no SkyScanner. Aqui consegue encontrar e comprar os melhores voos para o destino escolhido.
. Alugar carro no Rentalcars. Vai encontrar todas os parceiros e fornecedores disponíveis assim como os preços das várias gamas.
. Marcar no Get Your Guide os bilhetes de entrada nos locais que pretende visitar ou nos tours que quer fazer, para evitar filas e tempo perdido.
. Fazer o visto em iVisa.
. Fazer um seguro de viagem na Iati Seguros, para não correr riscos que podem sair caros.
. Utilizar o cartão Revolut, que lhe possibilita fazer pagamentos e levantamentos na moeda do local onde estiver a viajar (e poupar muito dinheiro em taxas).
. Marcar sempre que necessário uma Consulta do Viajante para conhecer os riscos associados à sua viagem e as respectivas medidas de protecção e prevenção.
. Optar sempre que possível por levar menos bagagem possível. Veja as minhas 10 dicas.

 

Sobre a Kate
É uma ex-consultora, blogger de viagens a tempo inteiro, viajante há 20 anos e mãe da Maria há 5. Viaja na maior parte das vezes em família, com a filha desde que era uma bebé de 2 meses e os 3 juntos já fizeram mais de 30 viagens pelo mundo.
Fundou o Wandering Life, organiza @instameets.pt, fundou e é vice-presidente da ABVP – Associação de Bloggers de Viagem Portugueses, tem ebooks onde ajuda outras famílias a viajar, organiza Workshops sobre Viajar com Crianças, fé undadora da comunidade Famílias de mochila às costas e da rubrica Conversas em família.

33 comentários em “O que ver em Sigtuna, onde a Suécia começou”

  1. Que lugar interessante! Eu não conhecia e gostei de saber um pouco mais de lá. As construções de igrejas sempre me encantam mas no caso agora o que achei mais linda foi a Praça Principal. Uma graça!

    Responder
  2. Que cidade mais amorosa! A verdade é que não conhecia, parece super interessante. Também nunca fui à Suécia – mas quando for fica registado que tenho de passar por esta cidade!

    Responder
  3. Não sabia dessa informação. Post ta mto bacana e com fotos convidativas. Espero ter a sorte de ir um dia. Grande abraço

    Responder
  4. Nunca tinha ouvido falar dessa cidadezinha, mas adorei as fotos e amei conhecer mais da história desse lugar. Já quero conhecer!

    Responder
  5. Não conhecia essa cidade e a achei bem interessante. Lindas construções e história.
    Obrigado por compartilhar.

    Responder
  6. Não conhecia a cidade nem a sua história tão importante para a Suécia. O wandering life a deixar-nos sempre um bocadinho mais informados sobre a história dos locais a visitar. Muito bom beijinhos

    Responder
  7. Que lugar encantador! Nunca tinha ouvido falar a respeito, mas certamente vou colocar no meu roteiro quando visitar a Suécia. Obrigada pelas informações, super úteis!

    Responder
  8. Nossa, que lugar mais encantador! Quero muito conhecer a Suécia. Adorei as ótimas dicas e as fotos lindas.

    Responder

Deixe um comentário