Uma noite mágica em Sintra

Sintra é um dos meus locais preferidos do mundo. Sou apaixonada pela sua beleza natural, pelos palácios românticos e por todo o seu passado intrigante e mágico. É uma zona ocupada há já 7000 anos, onde é possível encontrar testemunhos de várias culturas. Por tudo isto no ano de 1992 a UNESCO criou uma nova categoria designada “Paisagem cultural” e três anos depois classificou-a como a primeira na Europa.

Tenho sorte em viver em Lisboa e puder ir até aqui muitas vezes, até à vila, ao Palácio e Parque da Pena, ao Chalet e Jardim da Condessa de Edla, à Quinta da Regaleira, ao Palácio e jardim de Monserrate, ao Castelo dos Mouros ou ao Convento dos Capuchos. Adoro ir e repetir uma e outra vez. Percorrer os caminhos de Sintra, ou Monte da Lua como era chamada pelos romanos, é algo especial, quase uma experiência mística.

Recentemente descobri a Lynx Travel, do José Dias Pereira, que faz passeios culturais em Sintra. Eu imaginava que fosse um grande desafio pelo facto de ser uma região carregada de significado e magia e culturalmente muito rico e complexa. Por esta razão, fui com um espírito muito curioso fazer a Caminhada “Mitos e Lendas de Sintra” numa noite de Lua Cheia. Um local encantado numa noite extraordinária. Isto prometia.

A caminhada

O percurso para o ponto de encontro começou logo a ser interessante, quase que a antever o que iria acontecer a seguir. Percorri de carro durante uns bons 20 minutos de estrada de serra, com curvas e contra curvas, numa noite totalmente serrada e sem me cruzar com ninguém.

Cheguei por volta das 19h20, uns minutos antes da hora combinada, ao ponto de encontro, algures no meio da serra de Sintra. À hora estabelecida começámos a andar totalmente às escuras, com a lua a espreitar de vez em quando e o tour líder indicou-nos que em breve os nossos olhos iriam adaptar-se à falta de luz. E foi mesmo isso que aconteceu. Ao início fez um pouco de impressão porque não estava habituada a andar às escuras mas gradualmente fui-me habituando e no fim já me pareceu algo absolutamente natural.

Durante três horas andámos por trilhos, com algumas partes mais íngremes e difíceis dada a existência de raízes de árvores no chão. Passámos por pequenas clareiras e por caminhos muitíssimo estreitos, rasgando o nevoeiro por vezes bastante denso. Muitas vezes me lembrei das histórias que conto à minha filha, com fadas e duendes encantados que vivem em florestas encantadas. Afinal é verdade, existem mesmo locais mágicos. Sintra é um deles. A noite trás sempre uma aura de mistério e a lua cheia ainda mais.

Ao longo da caminhada houve alguns momentos particularmente interessantes, de partilha de histórias de Sintra, que a tornaram muito mais rica. No meio das árvores e da bruma espessa foi evocada uma deusa antiga e dada a provar uma poção mágica de outros tempos. Senti uma comunhão do romantismo bucólico pela paisagem e magia por todas as histórias envolvidas na história de Sintra.

Foi uma noite memorável.

Obrigada à Lynx Travel pelo convite. Como sempre, os meus comentários são independentes.


Para fazer esta caminhada: Mitos e Lendas de Sintra (Lua Cheia) 
Lynx Travel.

Siga-me de perto!!

Deixe um comentário