O Vinho do Porto

As uvas já são cultivadas em Portugal desde a antiguidade e já os Romanos faziam vinho nas margens do rio Douro. Anos mais tarde, em 1368, estabeleceu-se um tratado entre Inglaterra e Portugal em que foram estabelecidas relações comerciais entre os 2 países. Através deste tratado grande parte do vinho português ia para Inglaterra, em troca de bacalhau.

Em 1654 foram dados privilégios especiais aos comerciantes ingleses e escoceses que viviam em Portugal. Trocou-se lã e tecidos de algodão por cereais, fruta, azeite e “red Portugal” (como era designado o vinho). Por esta altura o comércio encontrava-se centralizado em Viana do Castelo.

O interesse dos ingleses aumentou e os comerciantes começaram a procurar locais onde fosse produzido um que eles gostassem mais. Encontraram-no nas encostas do rio Douro, onde era produzido um vinho mais robusto e encorpado.

O acesso da região do Douro a Viana do Castelo era muito difícil e por isso o vinho começou a ser levado de barco até ao Porto, nos conhecidos rabelos. Podiam ser transportadas até cerca de 50 pipas num barco. Do Porto, cidade do litoral, o vinho seguia de barco até Inglaterra.

Embora o vinho fosse produzido numa região interior, adotou o nome do Porto, cidade onde era exportado.

O registo do primeiro vinho do Porto foi em 1678.

Marquês de Pombal criou a Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro e estabeleceu os limites da área geográfica de produção do vinho. Estas medidas iniciaram um processo de crescimento do vinho do Porto.

Atualmente as casas produtoras de vinho do Porto são proprietárias de várias quintas na região do Douro. Sugiro uma visita a uma quinta para respirar toda esta história, experimentar um bom vinho e desfrutar de uma bela paisagem (entre outras atividades…).

No Porto poderá visitar uma das caves do vinho do Porto, tais como a Ramos Pinto, Sandeman ou Ferreira e descobrir mais sobre este tão famoso vinho. E prove também!

Quer conhecer o mundo melhor?

Vou enviar histórias e fotos de vários lugares do mundo!
Deixe-se inspirar 🙂
Pode cancelar a subscrição a qualquer altura. Powered by ConvertKit

Organize a sua viagem com as minhas ferramentas

  • Voos

Recomendo a Momondo ou o Skyscanner.

  • Carro

Pesquiso sempre os melhores negócios na RentalCars.

  • Alojamento

Eu utilizo quase sempre o Booking e pontualmente o AirBnb. No Booking é possível reservar e cancelar.

  • Seguro de viagem

Não vale a pena arriscar, normalmente corre tudo bem, mas nunca se sabe onde precisamos mesmo de ajuda. A IATI pode ser uma possibilidade interessante.

  • Bilhetes para museus, atividades e atrações

Com a Get Your Guide pode comprar os bilhetes para as atracções que pretender, de forma rápida e sem perder tempo em filas.

Se fizer as suas reservas através destes links afiliados, não paga mais nada por isso e eu ganho uma pequena comissão, o que é determinante para eu continuar a escrever sobre viagens. Obrigada!

24 comentários em “O Vinho do Porto”

  1. Uau, que legal! 😀 Adoramos o Porto, adoramos vinho do Porto e esse post foi muito interessante. Aqui no Brasil o vinho do Porto que chega importado é muito popular e também bastante caro. 🙂

  2. Muito bom, Catarina! Interessante o fato de que os romanos já cultivavam uvas às margens do Douro. Adoro os vinhos da região, mas acredita que nunca fui a uma vindima por aí?

  3. Spu apaixonada por vinho (amor que surgiu vivendo no Chile, já que no Brasil é caro 🙁 ) e o vinho do Porto é um dos que eu sempre tenho em casa (e dura taaaaanto, já que a gente vai tomando de pouquinho!)

    Muit bom saber da história por detrás do sabor delicioso 🙂

  4. Hmm, adoro vinho, mas confesso que não entendo nada kkkk. Só sei diferenciar um vinho tinto de doce. Comecei a gostar de vinho depois que conheci Napa Valley na California. Não conheço a Europa ainda, mas com certeza, se algum dia for para Portugal vou visitar esse lugar.
    Valeu pela dica 😉

    Abraços

  5. Gosto muito de vinhos, mas acho que o vinho do Porto é muito forte! Eu chego a acreditar que ele está mais para um aperitivo alcóolico do que pra um vinho mais clássico, mas é muito bom! Ainda mais se tomado em Portugal! Abração!

  6. Não tem como ler esses posts de Portugal sem querer comprar uma passagem na hora pra lá! Eu amo a culinária portuguesa e os vinhos, meu Deus, são divinos! Ainda não fui ao Porto, mas com certeza será minha próxima parada quando for a Portugal!

  7. Não sou grande fã de Vinho do Porto ou de bebidas alcoólicas mas a história deste é fantástica. Tal como toda a região do Douro vinhateiro e a as caves que podem ser visitados no Porto. Sem esquecer, claro, os barcos que navegam no rio.

  8. que interessante essa troca por bacalhau, influenciou muito a cultura portuguesa né! apesar de eu não entender NAAAADA de vinho, sempre ouvi falar que vinho do porto é muito bom!

Deixe um comentário