O teatro grego de Taormina

Numa viagem à Sicília deve mesmo ir a Taormina. É conhecida por Pérola do Mar Jónico e localiza-se no alto do monte Tauro. Do alto deste monte temos uma vista verdadeiramente espetacular.

Esta cidade foi fundada no ano de 396 a.C por habitantes que tiveram de fugir de Naxos que foi a primeira colónia grega de toda a Sicília. Foram estes habitantes que iniciaram a construção do teatro, tendo escavado manualmente 100.000m3 de pedra!

O teatro fica mesmo no alto do monte, pelo que a vista daqui é a melhor de toda a Taormina. Daqui conseguimos ver o mar e o vulcão Etna. Vale mesmo a pena a caminhada.

Na época grega o teatro era uma das formas mais ricas de arte. Existiam vários espetáculos de dança, música ou recitação de poesias. Do dominio grego restam ainda hoje uma parte do muro, algumas inscrições gregas e a base de um templo.

Os romanos chegaram no século II d.C. e realizaram várias alterações ao teatro grego, para que fosse possível realizar espetáculos de lutas entre gladiadores e animais. O teatro ficou maior e a sua capacidade passou de 5000 pessoas para 10000.

Mais tarde, com a chegada dos árabes o teatro grego foi saqueado e parcialmente destruído. No decorrer da idade média foram retiradas algumas colunas para serem utilizadas em palácios e outros monumentos.

Atualmente

Ao longo dos anos e das diferentes valorizações que os povos que dominaram a Sicília deram ao teatro, foi sofrendo alterações mais ou menos profundas. Apesar disso hoje em dia continua a ser um monumento fantástico que é absolutamente obrigatório de visitar.

Durante os meses de verão é possível assistir a vários espetáculos de música, eventos de moda ou de cinema. Eu estive lá num mês de outubro e já não consegui ver… Já tenho uma bela razão para voltar 🙂

De qualquer forma, estar no alto do monte, num teatro com tantos séculos, ter o mar tão azul aos meus pés e o Etna lá ao fundo, foi por si só um espetáculo verdadeiramente magnífico.

Depois de estar aqui algum tempo passe também no Corso Humberto, a rua principal de Taormina. Toda a sua envolvência, com as várias escadarias e praças tornam um passeio muito agradavél. Mas isto é uma outra história!

Como planear uma viagem de forma independente (tal como eu faço)?
. Reservar os melhores voos no SkyScanner. Aqui consegue encontrar e comprar os melhores voos para o destino escolhido.
. Alugar carro no Rentalcars. Vai encontrar todas os parceiros e fornecedores disponíveis assim como os preços das várias gamas.
. Marcar no Get Your Guide os bilhetes de entrada nos locais que pretende visitar ou nos tours que quer fazer, para evitar filas e tempo perdido.
. Fazer o visto em iVisa.
. Fazer um seguro de viagem na Iati Seguros, para não correr riscos que podem sair caros.
. Utilizar o cartão Revolut, que lhe possibilita fazer pagamentos e levantamentos na moeda do local onde estiver a viajar (e poupar muito dinheiro em taxas).
. Marcar sempre que necessário uma Consulta do Viajante para conhecer os riscos associados à sua viagem e as respectivas medidas de protecção e prevenção.
. Optar sempre que possível por levar menos bagagem possível. Veja as minhas 10 dicas.

 

Sobre a Kate
É uma ex-consultora, blogger de viagens a tempo inteiro, viajante há 20 anos e mãe da Maria há 5. Viaja na maior parte das vezes em família, com a filha desde que era uma bebé de 2 meses e os 3 juntos já fizeram mais de 30 viagens pelo mundo.
Fundou o Wandering Life, organiza @instameets.pt, fundou e é vice-presidente da ABVP – Associação de Bloggers de Viagem Portugueses, tem ebooks onde ajuda outras famílias a viajar, é fundadora da comunidade Famílias de mochila às costas e da rubrica Conversas em família.

22 comentários em “O teatro grego de Taormina”

  1. Ainda não conheço essa parte da Itália, mas parece ser mais interessante devido ao fator histórico do lugar. Taormina parece ser incrível mesmo! Tenho que voltar a Itália com certeza.

    Responder

Deixe um comentário