Lisboa com um Guddy

Quando viajamos existem várias maneiras de conhecer uma cidade, dependendo de vários factores como o tempo que temos, o dinheiro disponível ou ao que damos mais valor.

Podemos conhecer uma cidade pela sua história, comida, vida noturna, pelo comércio por tantas outras formas.

Na minha opinião, a história de um local que visitamos é essencial para perceber um pouco de tudo o que vemos. O que é um determinado monumento, qual a sua utilidade, razão da sua construção e porque é assim, porque é que os habitantes comem de uma determinada forma, tudo se encontra relacionado com o que já aconteceu.

Guddy

Tomei conhecimento há bem pouco tempo da Local Guddy. Experimentei e gostei de ver a minha cidade de Lisboa, acompanhado por um guddy. Vamos lá então ficar a conhecer um pouco mais sobre esta empresa. Se quiser saber mais vá a https://www.localguddy.com/

O que é

A Local Guddy é uma plataforma que faz a ligação entre os habitantes de uma cidade e os viajantes. Um guddy é um habitante de uma cidade que a quer mostrar a quem a vem visitar.

Existem 4 tipos de guddys que de acordo com o que mostram são chamados de local guddy, food walker, pub crawler e hommy chef. São habitantes que mostram os locais, os restaurantes, os bares e que até podem fazer uma refeição na sua casa.

Onde existe

A Local Guddy existe em mais de 160 cidades espalhadas pelo mundo. Pode ser acompanhado por um guddy em Bangkok, Paris, Nova Iorque ou Buenos Aires.

Em Lisboa

Em Lisboa existe ainda apenas o guddy local, Miguel M. Ele é o responsável pelo passeio “Classic Lisboa Ride”. É super simpático e conhece bastante bem Lisboa, uma vez que nasceu e cresceu mesmo no centro. Veja aqui: https://www.localguddy.com/tours/325-classic-lisboa-ride

Carro

Este passeio é realizado num carro que já pertence à família do Miguel desde 1973, o que por si só já torna o passeio bastante original e com classe. O ponto de encontro é no Principe Real e a partir daqui são 3 horas a percorrer Lisboa. Ao mesmo tempo que vamos passeando pelas ruas e fazendo algumas paragens estratégicas o Miguel explica o que vemos. E para mim, este é o ponto mais interessante deste passeio.

O carro
Pormenor do carro
O carro com a Basílica da Estrela e o elétrico 28

O percurso

Passamos pelo jardim e miradouro de S. Pedro de Alcântara, pelo Largo das Portas do Sol, pela castiça Graça e paramos no magnífico miradouro da Sra. Do Monte. Este é um dos meus locais farvoritos para ver Lisboa. Adoro.

Largo das Portas do Sol

Seguimos para a antiga Mouraria, para o largo do Martim Moniz e para a lindíssima avenida da Liberdade. No alto da avenida paramos no Parque Eduardo VII e este é um excelente local para se ver a cidade, o rio e a margem sul. Daqui seguimos para as Amoreiras, largo do Rato  jardim da Estrela onde fazemos uma paragem de 20 minutos.

Largo Martim Moniz

A parte final do passeio é a pasagem pelo Parlamento, miradouro de Santa Catarina, Rua da Rosa no incontornável Bairro Alto e regressamos ao ponto de encontro, Principe Real.

Existe também a possibilidade de prolongar um pouco este passeio até à margem sul do rio Tejo, onde podemos conhecer a Costa da Caparica e Almada.

Penso que esta é uma abordagem perfeita para conhecer um pouco melhor a cidade de Lisboa e a partir daí puder explorá-la à sua maneira. Eu experimentei e recomendo. Conheço bem Lisboa mas é sempre um enorme prazer vê-la de outras formas.

Quer conhecer o mundo melhor?

Vou enviar histórias e fotos de vários lugares do mundo!
Deixe-se inspirar 🙂
Pode cancelar a subscrição a qualquer altura. Powered by ConvertKit