As ilhas Phi Phi

As ilhas Phi Phi são umas das mais conhecidas na Tailândia e no mundo. Desde que Leonardo DiCaprio filmou em Maya Bay o filme “A Praia” que este local ganhou destaque. É um destino um pouco turístico, mas evitando as multidões, vemos que realmente é um paraíso.

Vamos então conhecer um pouco melhor este bocado da Tailândia.

Quando falamos de Phi Phi estamos a falar de um arquipélago composto por 6 ilhas, sendo elas a ilha Phi Phi Don, Phi Phi Leh, Mosquito, Bamboo, Bida Noi e Bida Nok. Todas elas estão integradas no Parque Nacional Phi Phi-Hat Nopparat, tendo proteção ambiental.

Até cerca de 1940 todo o arquipélago encontrava-se desabitado, altura em que a ilha de Phi Phi Don foi habitada por pescadores muçulmanos. Atualmente apenas esta ilha continua a ser habitada.

As ilhas localizam-se no Mar de Andaman, relativamente perto de Phuket, na região sudoeste da Tailândia. A maior parte da sua área é ocupada por enormes rochas calcárias que se projetam sobre o mar. A vegetação é luxuriante e as praias são um sonho. A areia é dourada e a água do mar é azul-esverdeada e super cristalina. Os barcos parecem flutuar….

Phi Phi Don

A Phi Phi Don é a maior de todas as ilhas do arquipélago. Tem um formato interessante, com uma faixa de areia que parece ligar 2 ilhas diferentes. Nessa faixa de areia encontra-se a aldeia de Ton Sai, onde se concentram alguns alojamentos, bares e restaurantes. É muito giro percorrer as ruas da aldeia e entender um pouco da cultura local.

É uma ilha pequena, por isso as deslocações são feitas a pé ou de bicicleta. Não há carros por aqui. Entre alguns locais da ilha, talvez tenha de andar de barco, pois pode não haver caminho por terra possível. As rochas e a densa vegetação muitas vezes não o permitem.

O ponto mais alto é conhecido por viewpoint e fica a 186 metros acima do nível do mar. Vale bem a pena subir até lá e ver toda a ilha. Se tiver tempo aconselho ir várias vezes a horas diferentes do dia, para ver as várias tonalidades de cores. Mas pelo menos vá ao pôr-do-sol.

Se existir outro tsunami, é para o viewpoint que as pessoas se devem encaminhar. Existem imensas placas na ilha com essa indicação.

As praias mais movimentadas são as de Ton Sai e Ao Lo Dalam, mas na minha opinião, as melhores são as que têm menos turistas como Monkey beach.

Eu quando lá estive quis experimentar um pouco dos 2 lados desta ilha. Fiquei num hostel na aldeia de Ton Sai para conhecer um pouco da ilha e depois uns dias num resort com praia privada. Se puder… faça o mesmo.

Phi Phi Leh

É na Phi Phi Leh que fica a Maya beach, “A Praia”. A beleza é inegável, sem qualquer dúvida. O passeio de barco a partir da Phi Phi Don é obrigatório.

À medida que o barco se vai aproximando de Maya beach, vamo-nos aproximando de um cenário completamente paradisíaco. Este foi um dos lugares mais bonitos onde já estive.

O barco que me levou até lá, teve de me deixar uns metros afastada da areia, por causa das pedras que há no mar. Saí então para a água e fui andando devagar até à areia. Tive sorte e estavam pouquíssimas pessoas. A expetativa que eu tinha foi largamente superada. Percebi porque é que esta praia era um tesouro que ninguém queria partilhar!

A praia está rodeada de uma vegetação luxuriante e de falésias com cerca de 100 metros de altura. Não é só o mar e a areia que são incríveis, é toda a envolvência.

Nesta ilha também é muito interessante ir a uma gruta que popularmente é designada de Viking Cave. Este nome está relacionada com o facto de lá existirem pinturas de barcos que se assemelham aos que eram utilizados pelos vikings.

Estas ilhas são lindíssimas e por isso recomendo bastante uma visita. São pequenas, mas de qualquer forma há muitas atividades para fazer. Boas praias com muito movimento e outras muito tranquilas, restaurantes onde é possível comer um bom pad thai, lojinhas interessantes e imensos desportos de água. Eu falei das ilhas mais conhecidas, mas é só falar com um dono de um barco e combinar o preço para ir a qualquer uma das outras.

20 comentários em “As ilhas Phi Phi”

  1. oi Catarina… se pelas imagens (e seu relato) esse lugar me parece fantástico, fico imaginando ele ao vivo. Deve parecer mesmo cenário de filme, coisa que não existe. 🙂 Lembro quando vi a praia e achei mesmo um lugar absurdamente lindo.

    Seu texto só fez aumentar minha vontade de mergulhar nessas águas…

    Responder
  2. Oi, Catarina!
    Estive em fevereiro em Phi Phi Don durante um passeio vindo de Railay, que é um pouco mais tranquila (acho).
    Não cheguei até o viewpoint, mas subiria várias vezes para ver as diferentes luzes como você sugeriu !
    Maya Bay… ah… é linda de morrer mesmo! Uma praia de fazer a gente suspirar!
    Adorei o detalhamento do post! 😉

    Responder
  3. Tailândia é o sonho da minha esposa, estamos planejando viajar em breve para lá, conhecer Phi Phi, a parte norte, Bangkok e se possível visitar Laos e Mianmar. Queríamos saber se é tranquilo viajar em Phi Phi, todos os guias falam em inglês? É perigoso andar nas ruas com câmera?

    Responder
    • Olá Cleber 🙂
      A Tailândia é um país super tranquilo, vai ver que não vai haver problema. Mas se tiver uma máquina que chame muito a atenção… deve ser um pouco como em todo o resto do mundo! Recomendo que tenha algum cuidado, mas sem entrar em exagero. Os guias falam inglês sim. Vão, porque é uma país muito interessante mesmo.

      Responder
  4. Oi Catarina! Não sabia que eram várias ilhas. Na verdade, quando lia Phi Phi pensava que era uma ilha só. Interessante!!! Tenho vontade de conhecer…
    Parabéns pelo post!
    Abraços,
    Carolina

    Responder

Deixe um comentário