3 cidades a não perder na Andaluzia

A Andaluzia é uma comunidade autónoma de Espanha, localizada no sul do país. É uma região carismática e na minha opinião, extremamente interessante do ponto de vista paisagístico e histórico.

Há qualquer coisa diferente por aqui, comparado com o resto de Espanha. A paisagem, as casas brancas, a gastronomia e a forma de viver com o muito calor que por lá se faz sentir. Algo que está completamente associado é o flamenco. Eu sou totalmente apaixonada por esta música, adoro a alma e a atitude. Já danço há 9 anos e está tudo dito 🙂

A história

A Andaluzia esteve ocupada pelos romanos durante cerca de seis séculos. A 1ª colónia chamava-se Itálica e as suas ruínas ainda se podem visitar atualmente, na proximidade de Sevilha. Desta ocupação ficaram também as estradas e os aquedutos.

Seguidamente aos romanos estiveram nesta região os visigodos e vândalos, povos do norte da Europa. Na altura eram chamados de bárbaros.

Al-Andalus

Até que no ano de 711 deu-se o início da invasão muçulmana com Tariq ibn Zyad. Ao longo do tempo toda a Andaluzia e quase toda a restante península ibérica, foi invadida. Os árabes chamavam a esta região Al-Andalus, que na sua língua significa terra dos vândalos. O nome de Andaluzia vem desta palavra.

Esta cultura árabe permaneceu em alguns aspetos tanto em Espanha como em Portugal, e não só na Andaluzia. Ao nível da alimentação, arquitetura, influência na língua, entre outros aspetos.

Durante a ocupação árabe foram construídas várias estruturas, mas o que ainda se pode ver são os palácios, mesquitas e fortalezas. De entre tudo o que foi construído é de destacar a Grande Mesquita de Córdoba. Esta cidade foi a capital árabe do Al-Andalus. Não irei falar mais desta mesquita, que hoje em dia é igreja, porque lhe irei dedicar um artigo em exclusivo.

Tomada de Granada

Os cristãos foram sempre tentando expulsar os árabes da península ibérica mas apenas o conseguiram em 1492, quando Granada foi tomada. Foi aqui na zona sul de Espanha que os árabes mais tempo ficaram e por essa razão, mais forte foi a sua influência.

A Anadaluzia é única e vale bastante a visita, na minha opinião.

Cidades a não perder

Existem imensos locais interessantes a ter em conta numa visita à região da Andaluzia. Tantos conjuntos de casarios brancos que é difícil listar todos eles. Mas as 3 principais e mais conhecidas cidades e que eu destaco, são Sevilha, Córdoba e Granada. Eu já estive várias vezes em Sevilha e nas restantes um bom periodo de tempo. Aconselho a ir com tempo, para conseguir usufruir da alma desta região. Muito provavelmente irá ser uma experiência memorável.

Sevilha

3 cidades a não perder na Andaluzia
Praça de Espanha

Sevilha é uma cidade sensual. É bonita, tem edifícios fantásticos, bairros muito interessantes e a música flamenca sente-se em todo o lado.

Atualmente é a principal cidade da região de Andaluzia. O rio Guadalquivir passa pela cidade e por isso um passeio de barco é uma excelente maneira de conhecer calmamente ambas as margens do rio e espreitar alguns dos monumentos.

Córdoba

3 cidades a não perder na Andaluzia
Interior da Mesquita

Como eu já referi antes, Córdoba teve um passado majestoso, tendo rivalizado com cidades como Cairo ou Bagdad. Sem dúvida que a Mesquita é o principal ponto de interesse, mas existem muitos outros pontos de interesse.

Com tempo, percorra as ruas da judiaria, vá até ao o alcazar, à ponte romana, às muralhas e termine os dias nos banhos árabes. Sinta Córdoba, nesta mescla de tradições e de cultura.

Granada

3 cidades a não perder na Andaluzia
Vista do Alhambra

Quando falamos desta cidade lembramo-nos imediatamente do Alhambra. É um magnífico complexo de palácios que é um dos mais visitados de Espanha e do mundo. Não deixe mesmo de lá ir.

Granada fica no coração da Andaluzia e foi a última cidade a ser tomada pelos reis católios, já estávamos no século XV.

Quer conhecer o mundo melhor?

Vou enviar histórias e fotos de vários lugares do mundo!
Deixe-se inspirar 🙂
Pode cancelar a subscrição a qualquer altura. Powered by ConvertKit

Organize a sua viagem com as minhas ferramentas

  • Voos

Recomendo a Momondo ou o Skyscanner.

  • Carro

Pesquiso sempre os melhores negócios na RentalCars.

  • Alojamento

Eu utilizo quase sempre o Booking e pontualmente o AirBnb. No Booking é possível reservar e cancelar.

  • Seguro de viagem

Não vale a pena arriscar, normalmente corre tudo bem, mas nunca se sabe onde precisamos mesmo de ajuda. A IATI pode ser uma possibilidade interessante.

  • Bilhetes para museus, atividades e atrações

Com a Get Your Guide pode comprar os bilhetes para as atracções que pretender, de forma rápida e sem perder tempo em filas.

Se fizer as suas reservas através destes links afiliados, não paga mais nada por isso e eu ganho uma pequena comissão, o que é determinante para eu continuar a escrever sobre viagens. Obrigada!

25 comentários em “3 cidades a não perder na Andaluzia”

  1. Fui à Andaluzia há uns anos e fiz exatamente o roteiro destas 3 cidades. Confesso que Sevilha não me fascinou por aí além, ao contrário de Granada, a minha preferida das 3. Córdova é muito interessante também, mas Granada tem uma aura muito especial e a Carrera del Darro ficou-me na memória. E o Alhambra, claro! Era um sonho meu lá ir. Fico à espera dos próximos artigos 😉

    • Olá Sofia 🙂
      Granada é uma cidade muito especial como dizes. Eu adorei também. Eu tenho muita vontade de regressar e de vaguear pelas povoações mais pequenas, descobrir outros tesouros!
      Espero que gostes dos próximos artigos. Um beijinho

  2. Conheci a regiao da Andaluzia neste ano mas infelizmente nao consegui ir até essas cidades maiores. Rodei bastante pelos pueblos blancos e a parte costeira. Com certeza voltarei para conehcer Sevilha, Granada e Cordoba!

    Adorei o post.

    Abraços

  3. Não só quero conhecer essa região da Espanha, como quero morar por alguns meses, só pra viajar de ônibus ou carro por todos esses lugares, acho tudo lindo e muito original por essas bandas!

  4. Amo, amo, amo a Andaluzia! Sem dúvida, a região mais encantadora da Espanha! Só não recomendo visitar no verão, pois é realmente terrível! haha. Você colocou bem: o básico dessa região são essas 3 cidades (Sevilha é a minha favorita), mas é ainda melhor conhecer de carro e ir parando nas pequenas vilas pelo caminho. Lindo demais! Parabéns pelo post 🙂 Beijo grande

  5. “Há qualquer coisa diferente por aqui, comparado com o resto de Espanha” – não podeira concordar mais com esta afirmação Catarina. Ela é intensa, forte e com certeza isso se deve à sua trajetória.

    Embora não dance mais o flamenco (dancei por mais ou menos cinco anos) este ritmo ainda mexe comigo, com minha alma: o cajón e os tacóns. As catañuelas e os abanicos… até hoje não consegui me desfazer de minhas saias rodadas e meu sapato vermelho… rsrsrsrsrsrs

  6. Essa região da Espanha é simplesmente incrível!
    Catarina, amei o seu artigo! Trouxe um pouquinho da Espanha para alegrar meu domingo. Tenho um carinho enorme pelo país e sempre me pergunto por que ainda não me mudei para lá. Quando leio posts assim, me dá mais vontade!
    Muito obrigada!

  7. Ei Catarina! Tenho muita vontade de conhecer a região de Andaluzia, principalmente Sevilla e seu post me deixou com mais vontade rs Na próxima ida a Espanha vou tentar encaixar no roteiro 😉

  8. Ótimo post, veio bem à calhar pois estou querendo muito encontrar uma amiga em Málaga em agosto.

    Bjs
    Dani Bispo
    abolonhesa.com

  9. Nossa… que lugar mais lindo! Adorei conhecer um pouco mais desse lugar e ver tantas atrações lindas. Já quero conhecer! Bjs

  10. Eu acompanhei essa viagem tua pelas redes sociais e fiquei babando demais nas fotos! Cada canto lindo na Andaluzia! E tenho que dizer, sou apaixonada por flamenco, e é o maior motivo que tenho para querer viajar pra lá o quanto antes. Deve ser surreal ver a dança por lá! Abraços!

  11. Ainda não conheço, mas com certeza é uma região que está na minha lista de desejos!
    Sevilha povoa meus sonhos desde a dolescência quando tive um professor que veio de lá e nos contava sobre sua bela cidade!

Deixe um comentário